ENCHENTES DE JUSTIÇA, RIOS DE HONESTIDADE.

Parem com o barulho das suas canções religiosas; não quero mais ouvir a música de harpas. Em vez disso, quero que haja tanta justiça como as águas de uma enchente e que a honestidade seja como um rio que não para de correr. (Amós 5:23, 24 NTLH)

O livro de Amós é triste, fala da queda de Israel, de como se esqueceu do Senhor. Nesse capítulo, Deus conta tudo que eles estão fazendo em sua religião. Podemos relacionar muitas coisas com os nossos dias de hoje, mas esses dois versículos me saltaram aos olhos. Nos tempos que estamos vivendo no Brasil, mais do que nossa música, o que as pessoas precisam é experimentar as águas de justiça e os rios de honestidade jorrando de nós. Deixemos as canções bonitas, e sejamos exemplo de justiça e honestidade, e assim teremos esperança para nossa terra, nossa linda nação. Assim seremos testemunhas verdadeiras de Jesus.

por Pra. Clarice Ziller.

TwitterFacebookEmailPrintShare

1 comentário

  • Emanuelle Rodrigues disse:

    Perfeito!
    E aqueles que tem sede de Justiça serão saciados!
    Que possamos de fato transbordar a justiça de Deus em nós, que ela atinja todos em volta.
    Paz!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>