Somos Salvos pra que?

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

 

SOMOS SALVOS PARA QUE?

“Quem não vive para servir, não serve para viver”

 

Sem dúvida, todos são salvos para servir, não para ficar sentados. É claro que isto não se aplica àqueles com severos problemas de saúde ou outras circunstâncias que o impossibilitem. Uma frase popular usada nos Estados Unidos anos atrás poderia certamente ser aplicada à igreja cristã: “Não pergunte o que sua igreja pode fazer por você, mas o que você pode fazer por sua igreja”. Afinal, o Filho de Deus não é digno de nossa obediência em amor e serviço com alegria? Se servir a Deus é uma tarefa desagradável ou uma imposição, algo está desesperadamente errado com a pessoa. Servir a Deus é um trabalho de amor, não um dever nem uma lida enfadonha.

Cada membro do corpo de Cristo deve fazer a sua parte, pois a iniquidade tem se avolumado de maneira estrondosa na face da terra e dia –a- dia ocorrem fatos estarrecedores. A Igreja tem sido avassalada por ondas de mundanismo que são verdadeiros tsunamis. Ministérios distorcendo a Palavra de Deus e conduzindo milhares e quiçá milhões de incautos para a perdição. Frieza no seio das igrejas gerando indiferença e morte espiritual. A injustiça grassando nos poderes constituídos seja na esfera que for.

A oração é dever e tarefa da igreja, na busca de um avivamento. Segundo Leonard Ravenhill[1], “Se quisermos uma vida santa, precisamos orar!” Mas a recíproca também é verdadeira. Temos que viver uma vida santa se quisermos orar.  É o que diz Davi: “Quem subirá ao monte do Senhor? o que é limpo de mãos e puro de coração.”(SL 24.3,4) O segredo da oração, é a oração no lugar secreto”. É bom ler livros sobre a oração, mas isto só não basta. Assim como um livro sobre culinária é altamente útil, mas torna-se inútil se não tivermos os ingredientes para prepararmos os alimentos, assim também acontece com a oração” (RAVENHILL, 1989).

A perseverança na oração da igreja primitiva, At 2. 42-47, era o sinal que demonstrava ser uma igreja viva. Infelizmente a igreja hoje só quer participar de grandes shows. Está em moda os cultos dedicarem 1 hora ou mais no

 

 

 

 

Chamado lovorzao

 

chamado “louvorzão” e na hora da pregação da palavra ou oração, gastam o menor tempo possível. Nós os cristãos estamos unidos não só por nosso compromisso com Jesus Cristo, como também por nosso compromisso com a igreja dele. Precisamos ter a mesma perspectiva da igreja que Jesus tinha, e redescobrir a visão de uma igreja viva, renovada pelo Espírito Santo, como nos seus primeiros dias. A Deus toda glória! Pr. Darci Reis

 

[1] RAVENHILL, Leonard. Por que tarda o pleno avivamento?, 1989, Ed. Betânia, Minas Gerais.


 

pr_darci_menor     Pastor Darci Reis   

 

 

Formado em teologia cristã pelos Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil e pelo Seminário Teológico Evangélico do Brasil em 1967. É também bacharel em teologia e educação religiosa pela faculdade fundamentalista de São Paulo, em 1984 e grau de mestre em divindade pela faculdade teológica do Recife, em 1993. Faz parte da equipe pastoral do Núcleo da Fé e coordena o departamento de estudos da igreja.  É casado com a pastora Sarah 

 


 

Author: NúcleodaFé

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>